quarta-feira, 8 de agosto de 2012

enquanto isso no ônibus...






















essa coisa de não ter carteira de motorista
é uma be-le-za...
.
e pegando carona neste tom irônico
nada melhor do que passear de ônibus todos os dias
sabendo que o próprio carro está lindinho enfeitando a garagem :(
.
mas hoje na correria do "não posso chegar atrasada"
entrei no ônibus
e para meu desespero
não achei o maldito cartão BHBUS
por isso me sentei no banco da frente
revirando a bolsa de ponta cabeça 
com a certeza de que ele estava lá
mas o máximo que consegui foi catar todas as moedas 
que por sorte conseguiram pagar a passagem
.
mas nesse meio tempo de
 "o que vou fazer agora"
uma conversa gritou mais alto 
e mesmo sem querer comecei a prestar atenção :)
.
o motorista todo animado falou:
.
- se é para o bem de todos eu fico!
  quem foi mesmo que falou essa frase?
.
- acho que foi um político - respondeu a moça que estava ao meu lado
.
eu como uma boa palpiteira respondi baixinho que tinha sido Dom Pedro
mas a conversa entre eles estava tão agitada que nem me deram bola
.
- isso mesmo... deve ter sido um político
  isso tem cara de político!
.
- olha seu motorista, sei da resposta, mas não sou do tempo dele não!
  sou muito mais nova! só sei disso porque estudo junto com o Fabrício
  e a frase certa é " se é para o bem da nação diga ao povo que fico!"
  acho que é isso... 
.
- isso mesmo! esse político sabia das coisas!
.
e saltitante e feliz
a mulher desceu do ônibus
afirmando que conhecia a frase
mesmo sendo muito nova
muito mesmo! 
.
ô gente!
ô gente!
fiquei ali olhando a quarentona descer do ônibus
sem saber se ria ou chorava 
mas com certeza
aposto que ela ouviu Dom Pedro mesmo, falando dentro do ônibus, outro dia...
.
assistindo essa cena
me lembrei do Antônio do blog "Observatório da Literatura" 
que busca sua inspiração em cenas do nosso cotidiano
realmente as ideias nascem instantaneamente
simples assim  :)
.
beijos
claudinha


.

2 comentários:

Antonio Carlos Muniz Macedo disse...

Congratulações ao mais novo membro do grupo de observação da vida cotidiana, condição para ser um cronista, é tanta riqueza ao nosso redor, desta vida que pulula aos tropeções, quase a cair em nosso colo.

Gostei, transformastes o simples em algo delicioso de se ler !

Mary disse...

Hoje é já é dia 16. Isso mesmo??? Nada de novo post??????
Beijos