terça-feira, 23 de maio de 2017

Coisa do destino, será?



















coisa do destino
será?

eu nem ia passar por lá
e muito menos entrar
mas quando vi já estava na porta
e mesmo já tendo almoçado entrei
pois se tem uma coisa garantida nos nossos encontros
é abraço apertado
risadas
emoção
comida saborosa
e balinha de gengibre com café

eu nem ia passar por lá
mas entrei e tive a chance de comprovar mais uma vez
que quando o santo bate
pode apostar que coisa boa sempre vem

eu nem ia passar por lá
mas papo vai, papo vem
em pouco tempo caminhamos pelo mundo
família, sonhos, apertos, dores, esperanças
e neste dia ela acendeu uma luzinha no meu caminho
mais uma vez
porque esse é o seu super poder
e com aquela empolgação que lhe é natural
disse e repetiu:

- vai lá Claudinha, achei a sua cara e acho que vai gostar!

eu nem ia passar por lá
mas a segunda-feira chegou e lá fui eu mesmo sozinha
numa curiosidade só
e com uma esperança enorme
e num é que foi exatamente como ela me contou!

eu nem ia passar por lá
mas encontrei pelo caminho
esperança, oração, fé, reflexão, perdão, cura
e uma vontade enorme de seguir em frente semeando boas vibrações

eu nem ia passar por lá
mas consegui acalmar o meu coração
acender uma luz na estrada
e ajustar os tons da história e da vida

eu nem ia passar por lá
mas não tenho dúvidas
realmente foi coisa do destino
jura? será? ;)

beijos,

claudinha

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Escolhas e consequências

















uma história pode ter várias visões e versões
e isso não quer dizer que uma esteja certa e a outra errada
somos humanos e dependendo de quem conta o conto
o bandido pode virar mocinho e vice versa
ou os dois podem ser mocinhos e bandidos ao mesmo tempo!
tudo depende do ponto de vista
da história de vida de cada um
da sintonia das emoções
do jeito de encarar as situações
e de como cada um enxerga os fatos e suas consequências

consequências...
muitas delas a gente nem imagina
e podem ficar incontroláveis
e podem ser irreversíveis
como a saúde
a doença
a morte

consequências...
que plantamos hoje
sem saber ao certo quando vamos colher
mas elas podem chegar torturando nossos pensamentos
tirando o equilíbrio de nossas vidas
e apagando a luz do caminho

consequências...
que podem florir e enfeitar nossa história
enchendo de orgulho e alegrias
e fazendo pensar que apesar de tudo
valeu a pena sair do lugar

o tempo e as consequências caminham juntos
e dependem de nossas escolhas
nossas interpretações
e nossa postura diante da vida
elas podem florir ou deixar tudo sem cor

e aí o que fazer?

viver e repensar seus conceitos sempre que suas escolhas saírem da luz
simples assim!

simples?
tá maluca?

brincadeira
simples não é
impossível também não
então boa sorte
boas interpretações
boa vida
e boas escolhas pelo caminho ;)

beijos
claudinha

quarta-feira, 17 de maio de 2017

tatuagem: dica para não sentir dor ;)


























Cláudia, descobri um macete pra sentir menos dor na hora de fazer tatuagem
disse minha cunhada Mônica
pois ontem tive a oportunidade de testar a mandinga
num é que o trem funciona mesmo
super fácil e baratinho!

anota aí
chupar um pirulito durante a sessão de tatoo

well...
a pergunta que todo mundo sempre faz
fazer tatuagem dói?
sim, dói!
muito?
depende de cada pessoa
e do local que ela vai tatuar
eu já fiz nove e cada dor foi de um jeito
mas nada insuportável

depois de quase dois anos
ontem resolvi fazer mais duas
e lembrando da dica da minha cunhada
lá fui fazer a experiência
entrei no Rei do Chocolate e peguei três pirulitos
as tatoos eram simples
mas vai que demora
melhor levar um estoque!

tudo pronto para começar
corri na bolsa pra pegar meu amuleto da sorte
e sem saber direito como fazer o ritual
completamente sem graça
coloquei o trem na boca
enquanto aquele motorzinho cheio de agulhas começou a desenhar meu ombro

o tempo foi passando e já nem sentia dor
pois na realidade o meu medo era babar por conta daquele pirulito
olhava pro lado pensando no que a Ana estava achando daquela cena ridícula
e o pirulito ali
intacto
sem derreter nem um fiapinho
melhor é mudar o foco
tirar foto
esquecer da dor
e daquele maldito pirulito de pedra
o tempo passou rapidinho
e a metade da carinha da Brenda já estava tatuada no meu ombro
que lindeza!

então bora pra próxima
agora pode sentar disse ela
ufa!
pelo menos agora a baba não vai escorrer

gente, na boa
aquela bolota de pirulito continuou intacta!
e eu ali me sentindo uma pateta
com aquele pirulito na boca
e a dor da tatuagem?
que dor?
que tatuagem?
ah é, até esqueci!

fotos, filmagem, dorzinha
e o pirulito vermelho reluzente inteirinho
o que fazer?
abstrai e finge demência

- nossa esse pirulito não acaba nunca!
- é o de maçã do amor?
- não sei... sei que ele é me-la-do!
- é ele mesmo, bem doce né?
- nossa... é isso mesmo... o sabor é daquela casquinha da maçã do amor
- morde que tem uma balinha dentro!
- morder?
imediatamente surgiu a figura da minha irmã que é dentista
Xará, você está chupando pirulito?
não acredito!
puro açúcar!
no pensamento mesmo já pedi desculpas pra minha irmã
já justificando que era por uma boa causa
afinal aquela bolota vermelha brilhante
iria me salvar de sentir dor!

o tempo passou mais um pouquinho
e escuto
- pronto! terminou!
- já?
- sim, olha lá no espelho!
- nossa você fez duas tatoos e o pirulito continua inteirinho!

ô gente!
ôooooo gente!
na boa
a dica da minha cunhada valeu super a pena
recomendo!
da próxima vez que forem fazer tatoo
comprem um pirulito de maçã do amor
comprem também um babador
e cuidado com a diabetes
porque vai ser melado assim lá na China! ;)

beijos
claudinha

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Pãezinhos de cenoura


Ser mãe...

Ser mãe é estar fazendo compra do mês no supermercado lotado
e se deparar com o saquinho de pãezinhos de cenoura e se emocionar
é ficar com lágrimas nos olhos ao pensar que um dia aqueles pãezinhos de cenoura
já fizeram parte do seu carrinho
é se alegrar com as lembranças de seus filhos felizes com a merenda da escola
é num segundo ver um filme passar pela cabeça
é sentir um aperto no coração por saber que o tempo está correndo cada dia mais rápido
é entender que novas fases estão chegando e que a dos pãezinhos de cenoura já ficou pra trás
é agradecer a Deus por todos os saquinhos de pãezinhos de cenoura
que fizeram parte da infância de seus filhos
é guardar na caixinha do coração mais um sacramento da vida <3 <3

beijos
claudinha






sexta-feira, 28 de abril de 2017

O que você faria?


















o que você faria?

eu choraria
eu falaria poucas e boas
eu deixaria pra lá
eu tentaria me acalmar
eu esperaria o tempo passar
eu tô nem aí!
eu levaria como lição
eu xingaria até a décima geração
eu perdoaria
eu me fingiria de árvore
eu contaria até 100 antes de agir
eu socaria a cara
eu fingiria que nada aconteceu
eu me afastaria calada
eu ouviria o meu coração

- mas o que aconteceu?

- oi? como assim?

- qual o motivo dessa pergunta?

- ué! é... não sei bem...

- o que você sabe?

- alguém me contou que viu, ou ouviu, e reagiu...
mas pelo tom da fala parecia triste
ou seria perdido
ou indignado
ou assustado
ou magoado
ou nem aí
ai gente, não sei mais!

- então você respondeu sem saber o contexto?

- ué, ouvi a pergunta e respondi!
ai credo, você está me deixando confusa!

- não foi essa a minha intenção, só estou tentando entender

- sinceramente já não sei mais
só queria ajudar
pelo tom da pergunta ouvi e respondi
sem nem analisar os detalhes da história
na hora me pareceu lógico
agora já não sei mais...

e assim vamos vivendo
reagindo sem pensar
acusando sem provas
palpitando só pra mostrar que temos opinião
ouvindo falar e dando uma sentença
esquivando por medo
falando qualquer coisa por receio de nos envolver
detonando só para ver o circo pegar fogo
colocando panos quentes só para que o assunto seja esquecido
jogando pra debaixo do tapete esperando o tempo passar
sem contar os sentimentos
o presente
o passado
os imprevistos
e principalmente a história dos envolvidos

podemos ser cruéis
desleixados
passivos
briguentos
tolos
donos da verdade
um bom amigo
um mero ouvinte
mas sem fazer a mínima ideia de como nossas respostas podem influenciar na dor do outro


então
e agora
o que você faria?

beijos,
claudinha

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Bora lá!






















- Acordei PILHADA!!!!!!
   
- ôxe, mas onde foi parar toda a tristeza de ontem?

- chorei ela todinha ontem mesmo!

- você é estranha...

- sou não! ou sou? sei lá uai!
sei é que não posso mudar a situação
então o melhor a fazer é passar logo a fase
"frustrações-decepções-tristezas"
absorver seus duros ensinamentos e bora lá!!!!

- boraaaa!!! escuto esse bora umas 20x toda noite!

- então, daqui a pouco o bora já vai te fazer sair do lugar sem você nem perceber!                
bora é uma AÇÃO
bora é um convite
bora é incentivo
bora é alegria
bora é vida!
                 
bora malhar
bora viver
bora pedalar
bora sair do lugar
bora ser feliz
bora almoçar com as amigas
bora comer brigadeiro
bora assistir maratona Netflix
bora seguir em frente!

adoro BORA!  

e então
bora lá? ;)  

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Por onde andei
















No movimento "quarto do meu rei" entendi, aprendi, refleti e vi o quanto somos capazes de acumular objetos, sentimentos e coisas que nem sempre nos fazem bem ou são necessários. Morri, chorei, sufoquei com as tristezas e com a saudade, mas renasci com as boas lembranças. Tempo para parar e pensar o que estou plantando e o que quero colher. Momentos de dor e alegria que me mostraram que estou viva e que não preciso guardar o que não me faz bem, nem nas caixas, nem em papéis, nem fotografias e muito menos nos sentimentos e na vida!

Sem planejar vivi o verdadeiro sentido da Páscoa com momentos de calvário onde a fé e a esperança me ajudaram a limpar as lágrimas e jogar fora o que não me servia mais. Queimar as dores do passado e tirar a poeira das delicadezas e alegrias que estão escritas na minha história.

Rasgar fotografias é quase um sacrilégio, mas pra mim elas devem existem para nos alegrar e enfeitar nosso caderno, caso contrário perdem o sentido e o brilho. O ato de nos livrar do que não nos serve mais pode até doer, mas a leveza do depois com certeza vale a pena.

O que eu quero guardar, lembrar e deixar pra posteridade?

Qual o peso, a cor e os sentimentos guardados na sua caixa de memórias?

Na minha sinceramente não sei dizer, mas tentei deixá-la mais leve mantendo apenas o que desperta bons sentimentos, risos e boas emoções. Acomodei apenas os afetos que retratam uma história vivida, sentida e escrita para inspirar coisas boas e mostrar que apesar dos imprevistos acordar é sempre uma bênção, um presente que tem as cores que a gente pinta!

Delícia de vida gente!

Beijos,
Claudinha

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Me concede essa dança?


























como se tivessem entrado no túnel do tempo
ao som da Jovem Guarda, Rita Pavone, Wando, Frenéticas, Chico Buarque, Rita Lee...
lá estavam eles dançando, cantando e se divertindo

a trilha sonora "retrô" foi um presente do filho mais velho
e passeou por lembranças, saudades e alegrias vividas nos 71 de seu pai

aquele dia eu não estava de fotógrafa e sim de convidada
mas mesmo não exercendo a minha profissão
meu olhar e meu coração não descansam jamais
e no meio da festa de arromba
chegou Frank Sinatra cantando "New York, New York"
e quando vi
lá estava ele jogando aquele olhar sedutor para sua dama
que aceitou a dança
e assim alheios ao movimento dos convidados
bailaram como profissionais
e nessa fração de segundo
peguei o celular e comecei a filmar
20 segundos da festa
com certeza de muitas lembranças e histórias
tão romântico...

a qualidade da foto é bem abaixo da média
pois foi tirada da filmagem
mas mesmo assim o encanto que vi naquela cena
já está guardada no meu arquivo de boas lembranças
e viva o amor!

ai ai...
desejo que vocês tenham muitos momentos assim
de cumplicidade, alegria, diversão e paixão

beijos,
claudinha

sexta-feira, 31 de março de 2017

minutos de oração




















adoro quando a Basílica de Lourdes está no meu caminho
e há anos cultivo o ritual de acender velas
para agradecer à vida
para pedir proteção
para fazer uma oração por pessoas que já não estão mais aqui
um gesto simples
mas tão cheio de carinho, amor, esperança e principalmente fé
um momento de reflexão
onde o mundo lá fora fica quieto
e ali por uns minutos surge uma conexão com o além
com o divino
com a esperança
com a fé
e com emoção
muitas lembranças
carinho
e uma saudade sem tamanho
entro em sintonia com o universo...

hoje foram quatro luzinhas
uma especialmente para ela
que foi a última a partir
e que sofreu muito antes de seguir seu caminho

papai e mamãe sempre ganham um carinho
que pode ser dividido com algumas pessoas queridas que fizeram parte da minha história
minha família também sempre é aquecida com muitas bênçãos

dessa vez ganhei uma só pra mim
para que meu aprendizado continue no caminho do bem
meus passos sejam firmes
minhas escolhas sejam equilibradas
e que eu nunca perca a fé e a esperança de viver

e com emoção continuo cantando o mantra
"segura na mão de Deus e vai..."

beijos,
claudinha

terça-feira, 14 de março de 2017

Como te ensinaram a amar?

















e assim nasceram
cresceram
foram vivendo
e aos poucos foram morrendo...

e assim receberam a herança
que foi cuidada, cultivada, ensinada para filhos, netos, bisnetos...
perpetuando a teoria e a prática de que insultos não causam dor
e sim representam sinceras demonstrações de amor

- mas o amor não é só feito de dor?
te amo tanto
por isso te insulto
por isso brigo
por isso digo coisas desagradáveis
foi assim que aprendi
não sei demonstrar amor de outra maneira
não faço ideia do que é calmaria
como será um carinho senão um deboche sem medida
você vem com esse jeito alegre
entra assim querendo festejar
querendo arrumar
querendo cuidar
você é louca?
não aprendeu a amar?
porque o amor é tumulto, é insulto, é deboche
se não for assim
juro
não é amor
foi assim que aprendi
não posso quebrar a corrente
e nem sei se existe outra maneira
porque se eles assim fizeram
devem estar certos
afinal eles só queriam o nosso bem, certo?

- não sei...
mas confesso que esse jeito me assusta
e o que posso te dizer é que aprendi de uma maneira diferente
mais leve
suave
alegre
com um cuidado
uma proteção
que não sei explicar
só sei sentir

- sinceramente não faço ideia do que você está falando
e muito menos sentindo
mas me parece estranho essa alegria
e calmaria no seu jeito de demonstrar amor...

- não é estranho
apenas diferente da sua vivência
custei para entender isso
mas a vida é assim
cada um com seu cada um
simples assim ;)

beijos
claudinha

segunda-feira, 13 de março de 2017

Missão madrinha de casamento!


Minha amiga vai se casar
ai que emoção gente!

Na minha importante missão de madrinha de casamento
dou palpite
incentivo
me emociono
falo demais (JAMAIS de menos! rs)
puxo as orelhas
fico empolgada
emocionada
afinal não basta ser madrinha, tem que participar!

Então, essa história já vem sendo escrita há um tempo
mas neste final de semana o coração deu uma acelerada
pois eu vi de pertinho o sonho dela se transformando em realidade

Ali, bem na minha frente com um "puxo" de cabelo pra cima ela se transformou numa linda noiva!
Sem noção!!!!!
tipo mágica, sabe?
cabelo solto = festa
cabelo preso = noiva
simples assim!

Parece que a respiração muda
a postura muda
a fisionomia muda com um simples "puxo" no cabelo...

Fui registrando os detalhes com um medo de mostrar demais
e ela depois não aguentar guardar o segredo
e mostrar pro noivo!
Porque ela é assim!
Se deixar ela leva o noivo junto pra escolher o vestido, pode isso?
Jamais!!!!!
Afinal a surpresa é uma das coisas mais lindas e mágicas no dia do casamento!

Ai ai... minha amiga vai se casar e eu descobri que sou madrinha de uma princesa!!!!
Uma linda princesa <3 <3"

Beijos,
claudinha

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

santo remédio ;)


















RÁ!
e o sinal do universo chegou chegando
entrando na Lojas Americanas do Pátio
elas praticamente pularam na minha frente
já gritando:

estamos aqui, você choramingou
pois então
já pode superar o acontecido
vença essa tristeza
pois estamos aqui pra te salvar
somos vermelhas
só as vermelhas!

e assim vem chegando o carnaval
e a tristeza nem pode pensar em ficar
porque com a bênção de Deus
dias ruins também chegam ao fim
mas bem que nos ajudam a sacudir os pensamentos
e dar uma faxina nos sentimentos mal resolvidos

então aproveite para mudar a sintonia
o caminho
as prioridades
e bora viver a vida
com as pessoas que se importam com você e que lhe querem bem
simples assim ;)

beijos
claudinha

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

vai passar...


















- calma!
- tô calma
não tô nervosa
tô é triste...

a fúria, o ódio, o destempero
esses sentimentos causam estragos imediatos e muitas vezes irreparáveis
ao contrário da tristeza
que vai minando aos pouquinhos a esperança
não te mata ali no "pum"!
mas vai baixando sua energia
tirando seu brilho
te deixando completamente fosco
fica ali só pingando umas gotinhas amargas
que conseguem deixar os seus dias completamente sem cor...

- mas calma!
- tô calma
não tô nervosa
tô é triste...
mas vai passar
já morri assim antes
e sobrevivi
ó eu aqui

- não sei o que te dizer além de calma...
- tô calma
não tô nervosa
tô é triste...
vivendo o meu luto
sem pular etapas
para não ficar eterno
mas já estou chegando na fase da aceitação
e assim a vida segue em frente
sempre!
quer você queira ou não
você estando preparado ou não
você se apagando ou não

- já sei, quer jujubas?
- coloridas?
- não, a ocasião pede só as vermelhas <3

beijos,
claudinha

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

nuvem passageira




será que todo aquele movimento foi real?
e com essa pergunta a nuvem negra vai se formando
como um quebra-cabeça vai juntando recordações, sentimentos e histórias
muitas histórias...

a tristeza vem chegando e fica ali no cantinho do olho
e você com um sorriso amarelo tenta fingir que não viu
não sentiu
e que aquilo tudo nunca existiu
mas ela continua ali quietinha
só esperando o momento certo para cair
para se mostrar
e tomar conta da situação

- você viu?

ixi, deu ruim...
e os dissabores que pareciam ter desaparecido
quando cutucados voltam a doer
e assim pelo menos por um tempo
precisam de cuidados mais uma vez
choro
angústia
ansiedade
sentimentos
tudo junto e misturado
quanta tristeza...

respira, inspira, não pira
pois o tempo não para
e a vida continua
quer você queira ou não
quer você esteja preparado ou não
quer você se sinta frágil ou não

amanhã é um novo dia
não perca a fé
mude a sintonia se precisar
enxugue essas lágrimas
levante essa cabeça
continue sua caminhada
bora lá viver e ser feliz
porque estamos aqui pra isso
e pense com carinho
cá pra nós 
até que você está indo bem, né?

- né!

beijos,
claudinha

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Gente ruim ...


















Todas as vezes que ela fazia alguma maldade eu perguntava:

- Mãe, porque ela faz isso?
- Por que ela é ruim!

Mas como mamãe era muito brigona
Eu nunca acreditei e nem dei bola pra sua sentença
Os anos passaram e nada mudou
E depois de tanto tempo vendo o mesmo movimento
Com muita tristeza no coração
Tive que dar razão a mamãe
Realmente ela é ruim
Ruim de ruindade mesmo
De pensar só nela
De manipular as pessoas
De se fazer de amiga
De ser dissimulada
Ô tristeza...

Será que está no sangue?
Onde será que aprendeu a ser assim?
Quem foram seus professores?
Afinal com toda essa desenvoltura até parece que fez pós-doutorado no assunto

Ah mãe... infelizmente você tinha razão
Mas eu queria tanto que isso não fosse verdade
Ô tristeza...

.....

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Promessas ao vento...



pisa pisa pisa
assopra assopra assopra
briga briga briga
desculpa desculpa desculpa

mudou? 
não!

pisa pisa pisa
assopra assopra assopra
ofende ofende ofende
perdão perdão perdão

mudou?
não!

pisa pisa pisa
assopra assopra assopra
despreza despreza despreza
sorry sorry sorry
foi mal, foi mal, foi mal

mudou?
não!

pisa pisa pisa
assopra assopra assopra
humilha humilha humilha
remorso remorso remorso

mudou?
não!

pisa pisa pisa
assopra assopra assopra
debocha debocha debocha
culpa culpa culpa

mudou?
não!

e o loop se repete 
até o amor perder a cor
até a esperança murchar
até o respeito sair de cena
até a fé evaporar
até a esperança se apagar
até o tempo chegar ao fim

mudou?
não...

Beijos,
Claudinha

* Créditos: Ilustração de Mônica Crema

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

menininha, menininha


e assim ela se foi...
como uma plantinha que cresceu sem sol
colheu o que plantou sem cor e regado de rancor
com a fragilidade de uma boneca de porcelana
morreu de desgosto, sem gosto, sem esperança
com a fragilidade de uma borboleta
partiu definhando em mágoas e se afogando em remorsos
como um brinquedo quebrado que ficou no canto da sala
fechou seu livro sem carinho, sem amor, sem frescor
conseguiu o tiro de misericórdia
e assim libertou-se da dor
adormeceu e seguiu seu caminho guiado pela luz

vá em paz menininha
tente descansar
deixe as boas vibrações tomarem conta de você
solte o peso das tristezas
entre em sintonia com o universo
respire as boas novas
liberte-se de tudo que não lhe faz bem
acolha a serenidade em sua história
seja leve
junte-se aos iluminados
deixe sua luz brilhar novamente
mande boas vibrações
volte a se encantar
volte a sorrir, pois você merece recuperar a alegria de viver

menininha, menininha
seja feliz feliz
hoje e sempre
amém!

beijos
Claudinha

Créditos: Ilustração de Mônica Crema

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

com ela aprendi...



com ela aprendi...

que a partir de certo momento da história podemos escolher entre ficar ou partir
que ser gentil pode nos abrir portas preciosas
que fazer o que a gente gosta nos mantém com saúde
que a falta de amor pode nos levar à morte
que só colhemos o que se plantamos
que é bom ter alguém que nos ensine a amar
que devemos cuidar com carinho do nosso jardim
que podemos estar rodeados de gente e mesmo assim estarmos sozinhos
que nem sempre conseguimos escolher as pessoas que nos fazem bem 
que a dor da tristeza é bem maior que a dor física
que o melhor a fazer é acolher e cultivar as pessoas que amamos sempre perto da gente
que usar como arma a nossa saúde pode não ser uma boa escolha
que nem sempre o bem vence o mal
que beijar, abraçar, paparicar pode nos fortalecer a fé e a esperança
que fotografar bons momentos pode ser um santo remédio nas horas que a saudade bater forte

aprendeu com ela?
e quem é ela?

aquela que pode passar tão rápido quanto um cometa
aquela que pode ser encantada ou cruel
aquela que nos dá infinitas chances para aprender e crescer
aquela que nos proporciona encontros e desencontros
aquela que pode ser divertida ou sofrida
aquela que é um mistério e que pode chegar ao fim num piscar de olhos
aquela que pode ser única ou ir além
aquela que é um presente ou um karma
aquela que você escreve todos os dias

Ah vida... como você me encanta <3   

beijos
claudinha

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Ê vida...



Curioso como a lembrança de algumas pessoas podem nos fazer bem e outras conseguem nos entristecer ou irritar quase que instantaneamente...

A lembrança surge na nossa mente e já ficamos mais felizes, com energia, um gás a mais, como se tivessem o dom de iluminar nosso caminho e nossas histórias. 

Enquanto outros chegam causando náuseas e desequilíbrio nos mostrando sem dó o quanto somos pequenos e precisamos evoluir. 

Qual será que a missão desses desafetos na nossa história? Seria tão mais fácil se pudéssemos tirar essas pedras do nosso caminho...

Seria tão mais simples conviver só com as pessoas que nos inspiram e nos amam... mas a realidade não é tão simples assim e com certeza deve existir uma boa razão para esses desencontros.

Impossível escolher as pessoas que vão cruzar nossa estrada, mas possível acolher na nossa vida aquelas que nos inspiram com bons exemplos e atitudes positivas.

Ideias, pensamentos, afinidades, modo de ver e viver a vida, criação, índole e educação podem nos ajudar a selecionar as pessoas que queremos ter por perto.

Sabe aquela pessoa que nosso santo não bate? Então, esses encontros devem ter um sentido que não seja só causar mal estar, vergonha alheia, revolta e nojinho! 

Então qual a conclusão que podemos chegar? Nossos desafetos estão ai para nos lembrar o quanto temos que caminhar, aprender, perdoar, deixar pra lá, seguir em frente e principalmente nos superar para evoluir e sair do lugar.

As pessoas que não nos fazem bem podem refletir o que temos de pior. Nossas mágoas, traumas, preconceitos... sentimentos ocultos que insistimos ou não temos coragem de admitir, enxergar e muito menos enfrentar. Um lado negro e poluído que teimamos não acreditar que exista dentro de nós mesmos. Não bom...

O curioso dessa situação é que a pessoa pode te causar tudo isso e nem saber, pensar que está agradando e nem ter a intenção de ser o monstro que você está vendo e tendo tanto medo. 

Então essas relações terão sempre um final desastroso? Claro que não! A história não é fechada e usando o livre arbítrio, o amadurecimento, o equilíbrio e a maturidade podemos ao longo do caminho encontrar uma sintonia que antes não existia. E nesse capítulo a dor se transforme em flor e o tom da relação passe a ser tocado com respeito e apreço. 

O bom da vida é que ela sempre nos dá a oportunidade de mudar, rever, questionar, sacudir nossas ideias, preconceitos e convicções. Que nunca nos falte disposição para reciclar, abrir espaço, descartar o que não nos faz bem e cultivar com fé e coragem o que a vida tem de bom para nos oferecer!

Bonito isso! <3 

beijos
claudinha

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Equilíbrio nosso de cada dia



A busca pelo equilíbrio não é fácil... 
A caminhada é longa e pode durar mais de uma vida!

Pois bem, colocar em prática esse aprendizado pode ser um exercício complexo e conseguir respirar fundo, pensar antes de falar e principalmente não agir no impulso ou no reflexo pode parecer simplesmente impossível! 

Será? 
Acho que não, mas está bem longe de ser uma tarefa simples.

A pessoa com o perfil sincericida pode encontrar mais dificuldades pelo caminho, pois geralmente fala sem pensar, ataca para se defender e muitas vezes não tem noção das consequências dos seus atos.

Mas o tempo passa e a tão sonhada maturidade pode chegar iluminando as ideias, revendo as certezas e lhe apresentando o mágico mundo do equilíbrio. 

Picuinhas, mimimis, nhenhenhes começam a dar uma preguiça... como se isso o fizesse voltar 10 casas no jogo! 

Ao longo do caminho algumas provações vão aparecendo como se quisessem equalizar a teoria e a prática de seu aprendizado.

Como? 
Te conto! 

Sabe aquele parente que só sabe te dar conselhos que nem ele mesmo consegue seguir? 
Aquele colega de trabalho que vive de fofoquinha e disse me disse?
Aquele amigo que só reclama da vida, pois nada pra ele está bom? 
Aquela pessoa que só conta vantagens e sabe tudo de tudo? 
Ou aquela que parece ter a missão de te provocar? 
Ou então aquele infeliz que tem o dom de te colocar pra baixo?
Ou aquela pessoa que te irrita e você nem sabe o motivo?

Então, essas pessoas entram na nossa vida com o objetivo de nos testar! Só pode!
E antes que você ache que o errado da história é o outro, melhor repensar essa certeza, pois essas provações e provocações só vão adiante se você cair na armadilha e entrar na vibe negativa do outro. Cabe só a você escolher qual caminho seguir.
.
O veneno só nos faz mal quando aceitamos a discussão, a "espetada" ou a provocação. Esse movimento de deixar pra lá chega a ser complicado e de nível avançado, mas quando alcançado é libertador e até divertido!
.
Durante a travessia vamos nos fortalecendo, ganhando confiança e sentindo um imenso prazer e orgulho das vezes que conseguimos nos esquivar, deixar pra lá e não ligar, mas quando estamos praticamente nos sentindo um verdadeiro pavão de asas abertas pode vir a provação e PÁ! Lá se vai nossa teoria toda por água abaixo, afinal foram muitos anos trilhando outro caminho.

E agora o que fazer? 
Desistir do aprendizado? 
Jura? 
De jeito nenhum! 
Nem pensar! 

Pois pare, respire fundo, conte até o infinito, cale a boca, sorria, acene e estanque a provocação. E no minuto seguinte recomece, de novo e de novo e mais uma vez até conseguir, pois essa fase "filtro" é simplesmente o céu do jogo da amarelinha! 

Lembre-se que a única pessoa que você pode mudar, controlar e melhorar é você mesma! Então da próxima vez não culpe o outro e continue seu caminho escolhendo suas batalhas, apreciando a paisagem, plantando seu jardim, dando a mão para quem lhe faz e quer bem. O resto é apenas um teste para ver se você realmente aprendeu a lição, simples assim!
.
Boa sorte em suas escolhas e batalhas
e lembre-se sempre:
#desistirjamais
.
beijos
claudinha

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Essa tal maturidade...




- Viu isso? 

- Vi. 

- E aí?  

- Uai, fico com dó e com pingos de revolta e nojinho, mas aprendi a duras penas que o caminho não é meu, as escolhas não são minhas, as consequências também não, então o melhor a fazer é deixar pra lá e seguir meu caminho!  

- Mas não está certo...

- Eu sei, mas nada posso fazer. 

- Nossa como você está insensível!

- Você acha mesmo? 

- Acho! Quer dizer um pouco. Pensando bem... sei lá... 

- Então melhor mesmo é cuidar da nossa vida, nossas sementes, nossa plantação, pois infelizmente tem gente que só aprende com as porradas da vida e tem uns que ainda precisam de outras vidas para tentar acertar a vela e colocar um rumo na vida!

- Mas deixar pra lá e fazer como Pilatos?

- Olha só, durante muitos anos tive o mesmo pensamento que você, com a certeza de que tinha o dever de proteger, cuidar e "abrir os olhos" das pessoas que eu gostava, mas entendi que não adianta nada você querer ajudar se a pessoa não te pediu ajuda e pelo contrário acha que está no caminho correto e que você está só sendo uma abelhuda intrometida!

- Credo do jeito que você fala parece que ajudar é errado, quase um pecado... 

- Errado não é e muitas vezes pode ser até nobre, mas a pessoa tem que pelo menos ser receptiva, pois do contrário quem poderá precisar de um bom analista ou pai de santo é você!

- Assim você me confunde...

- Desculpe, não foi minha intenção, mas entendi que nem sempre a nossa ajuda é bem vista ou surte efeito positivo. Então se não consegue ver ou conviver com a situação simplesmente se afaste, não pergunte, deixe realmente pra lá e principalmente acalme seu coração e lembre-se que se não for seu filho ou sua filha você não tem responsabilidade nenhuma! Simples assim! Siga seu caminho e seja feliz isso sim deve ser prioridade na sua história. Respire fundo e se acalme :) 

- Sei lá se você está certa, mas vou pensar, ou melhor, repensar minhas certezas absolutas. Obrigada por me ouvir!

- Estou sempre por aqui, você sabe disso! Que Deus ilumine seu caminho hoje e sempre! LOV U <3

- LOV U também! <3 

Beijos,
Claudinha