quinta-feira, 25 de maio de 2017

você conversa com seu cachorro?


você conversa com seu cachorro?

não só com o meu
mas com todos que encontro pelo caminho! 
senta que lá vem história...

passeando com a Brenda na pracinha
um cão enorme começa a nos seguir 
ele queria brincar e pular
e ela não sabe fazer isso
a pobrezinha é traumatizada e não consegue interagir com cães
pois bem
quando seu cão é seguido por outro
pode ser embaraçoso
constrangedor
irritante
e tenso
eu sinceramente não sei lidar com isso
então na maior paciência fui tentando uma conversa amigável:

- para cão! 
por favor, PARA de seguir a gente!

as técnicas de bater o pé
falar chispa
atravessar a rua
andar rápido
dar 3 pulinhos
não funcionaram
então resolvi voltar pra casa
e o cão ali nos seguindo como uma sombra
andava
parava
corria
seguindo com desenvoltura todas as regras da brincadeira do "macaco disse"
e no meio desse embaraço
parei na sua frente e pedi pela milésima vez para que ele parasse de nos seguir
e eis que surge uma voz:

- moça, você está conversando com o cachorro?
- uai, estou pedindo pra ele parar de nos seguir, mas não adianta! 
olha aí pra você ver
ele não quer obedecer de jeito nenhum!

e o cão com a maior cara boa
com os olhinhos brilhando
e balançando o rabo
ficou atento prestando atenção na conversa

- ele veio nos acompanhando lá da praça
já falei, bati o pé, pedi com educação
mas de nada adiantou 
e eu não sei mais o que fazer!

ô gente!
ô gente!
ôooooo gente!

o desconhecido ficou ali parado na minha frente
sem saber se eu estava zombando da cara dele
ou falando sério
se soltava uma gargalhada
ou se ligava pro Galba Veloso

continuei andando
e o moço meio sem jeito até que tentou distrair o cão sombra
mas logo desistiu e seguiu seu caminho
a história só terminou quando chegamos em casa e eu fechei o portão 

já voltamos na praça algumas vezes
e o cão preto está sempre lá
não sei se tem dono
infelizmente no nosso papo cabeça não consegui entender onde ele mora
sei que ele corre, pula, late, balança o rabo
livre, leve e solto
feliz feliz
como a Brenda lá em Palô <3

depois daquele dia
faço questão de fazer um carinho na sua cabeça
e lhe dar bom dia
afinal de contas
ele já é amigo da família ;) 

beijos
claudinha

terça-feira, 23 de maio de 2017

Coisa do destino, será?



















coisa do destino
será?

eu nem ia passar por lá
e muito menos entrar
mas quando vi já estava na porta
e mesmo já tendo almoçado entrei
pois se tem uma coisa garantida nos nossos encontros
é abraço apertado
risadas
emoção
comida saborosa
e balinha de gengibre com café

eu nem ia passar por lá
mas entrei e tive a chance de comprovar mais uma vez
que quando o santo bate
pode apostar que coisa boa sempre vem

eu nem ia passar por lá
mas papo vai, papo vem
em pouco tempo caminhamos pelo mundo
família, sonhos, apertos, dores, esperanças
e neste dia ela acendeu uma luzinha no meu caminho
mais uma vez
porque esse é o seu super poder
e com aquela empolgação que lhe é natural
disse e repetiu:

- vai lá Claudinha, achei a sua cara e acho que vai gostar!

eu nem ia passar por lá
mas a segunda-feira chegou e lá fui eu mesmo sozinha
numa curiosidade só
e com uma esperança enorme
e num é que foi exatamente como ela me contou!

eu nem ia passar por lá
mas encontrei pelo caminho
esperança, oração, fé, reflexão, perdão, cura
e uma vontade enorme de seguir em frente semeando boas vibrações

eu nem ia passar por lá
mas consegui acalmar o meu coração
acender uma luz na estrada
e ajustar os tons da história e da vida

eu nem ia passar por lá
mas não tenho dúvidas
realmente foi coisa do destino
jura? será? ;)

beijos,

claudinha

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Escolhas e consequências

















uma história pode ter várias visões e versões
e isso não quer dizer que uma esteja certa e a outra errada
somos humanos e dependendo de quem conta o conto
o bandido pode virar mocinho e vice versa
ou os dois podem ser mocinhos e bandidos ao mesmo tempo!
tudo depende do ponto de vista
da história de vida de cada um
da sintonia das emoções
do jeito de encarar as situações
e de como cada um enxerga os fatos e suas consequências

consequências...
muitas delas a gente nem imagina
e podem ficar incontroláveis
e podem ser irreversíveis
como a saúde
a doença
a morte

consequências...
que plantamos hoje
sem saber ao certo quando vamos colher
mas elas podem chegar torturando nossos pensamentos
tirando o equilíbrio de nossas vidas
e apagando a luz do caminho

consequências...
que podem florir e enfeitar nossa história
enchendo de orgulho e alegrias
e fazendo pensar que apesar de tudo
valeu a pena sair do lugar

o tempo e as consequências caminham juntos
e dependem de nossas escolhas
nossas interpretações
e nossa postura diante da vida
elas podem florir ou deixar tudo sem cor

e aí o que fazer?

viver e repensar seus conceitos sempre que suas escolhas saírem da luz
simples assim!

simples?
tá maluca?

brincadeira
simples não é
impossível também não
então boa sorte
boas interpretações
boa vida
e boas escolhas pelo caminho ;)

beijos
claudinha

quarta-feira, 17 de maio de 2017

tatuagem: dica para não sentir dor ;)


























Cláudia, descobri um macete pra sentir menos dor na hora de fazer tatuagem
disse minha cunhada Mônica
pois ontem tive a oportunidade de testar a mandinga
num é que o trem funciona mesmo
super fácil e baratinho!

anota aí
chupar um pirulito durante a sessão de tatoo

well...
a pergunta que todo mundo sempre faz
fazer tatuagem dói?
sim, dói!
muito?
depende de cada pessoa
e do local que ela vai tatuar
eu já fiz nove e cada dor foi de um jeito
mas nada insuportável

depois de quase dois anos
ontem resolvi fazer mais duas
e lembrando da dica da minha cunhada
lá fui fazer a experiência
entrei no Rei do Chocolate e peguei três pirulitos
as tatoos eram simples
mas vai que demora
melhor levar um estoque!

tudo pronto para começar
corri na bolsa pra pegar meu amuleto da sorte
e sem saber direito como fazer o ritual
completamente sem graça
coloquei o trem na boca
enquanto aquele motorzinho cheio de agulhas começou a desenhar meu ombro

o tempo foi passando e já nem sentia dor
pois na realidade o meu medo era babar por conta daquele pirulito
olhava pro lado pensando no que a Ana estava achando daquela cena ridícula
e o pirulito ali
intacto
sem derreter nem um fiapinho
melhor é mudar o foco
tirar foto
esquecer da dor
e daquele maldito pirulito de pedra
o tempo passou rapidinho
e a metade da carinha da Brenda já estava tatuada no meu ombro
que lindeza!

então bora pra próxima
agora pode sentar disse ela
ufa!
pelo menos agora a baba não vai escorrer

gente, na boa
aquela bolota de pirulito continuou intacta!
e eu ali me sentindo uma pateta
com aquele pirulito na boca
e a dor da tatuagem?
que dor?
que tatuagem?
ah é, até esqueci!

fotos, filmagem, dorzinha
e o pirulito vermelho reluzente inteirinho
o que fazer?
abstrai e finge demência

- nossa esse pirulito não acaba nunca!
- é o de maçã do amor?
- não sei... sei que ele é me-la-do!
- é ele mesmo, bem doce né?
- nossa... é isso mesmo... o sabor é daquela casquinha da maçã do amor
- morde que tem uma balinha dentro!
- morder?
imediatamente surgiu a figura da minha irmã que é dentista
Xará, você está chupando pirulito?
não acredito!
puro açúcar!
no pensamento mesmo já pedi desculpas pra minha irmã
já justificando que era por uma boa causa
afinal aquela bolota vermelha brilhante
iria me salvar de sentir dor!

o tempo passou mais um pouquinho
e escuto
- pronto! terminou!
- já?
- sim, olha lá no espelho!
- nossa você fez duas tatoos e o pirulito continua inteirinho!

ô gente!
ôooooo gente!
na boa
a dica da minha cunhada valeu super a pena
recomendo!
da próxima vez que forem fazer tatoo
comprem um pirulito de maçã do amor
comprem também um babador
e cuidado com a diabetes
porque vai ser melado assim lá na China! ;)

beijos
claudinha

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Pãezinhos de cenoura


Ser mãe...

Ser mãe é estar fazendo compra do mês no supermercado lotado
e se deparar com o saquinho de pãezinhos de cenoura e se emocionar
é ficar com lágrimas nos olhos ao pensar que um dia aqueles pãezinhos de cenoura
já fizeram parte do seu carrinho
é se alegrar com as lembranças de seus filhos felizes com a merenda da escola
é num segundo ver um filme passar pela cabeça
é sentir um aperto no coração por saber que o tempo está correndo cada dia mais rápido
é entender que novas fases estão chegando e que a dos pãezinhos de cenoura já ficou pra trás
é agradecer a Deus por todos os saquinhos de pãezinhos de cenoura
que fizeram parte da infância de seus filhos
é guardar na caixinha do coração mais um sacramento da vida <3 <3

beijos
claudinha