domingo, 16 de maio de 2010

solidariedade ao Frei Claudio





















sabe abraço?
abraço abraçado
aquele humano
fraterno
que deixa sua alma mais leve
pois é
ganhei um assim ontem
do meu querido Frei Claudio
como é bom saber que existem pessoas como ele
nesse mundo completamente "sem noção"...

recebi este email
e aqui coloco o meu grão de areia
divulgando a minha solidariedade
a um dos homens mais humanos que eu conheço
que mudou a vida de tanta gente
e que hoje está precisando do nosso apoio

que o bondoso Deus ilumine a cabeça
dessas pessoas que estão com o poder nas mãos
amem.

http://www.otempo.com.br/otempo/noticias/?IdNoticia=140510


Jornal O TEMPO - 08/05/2010

"Nossa Senhora do Carmo. Depois de 43 anos à frente de paróquia, frei Cláudio poderá deixar local

Comunidade se mobiliza para evitar a transferência de frei
Comportamento moderno do pároco teria gerado incômodo na Cúria

Thiago Nogueira
A possibilidade de transferência do frei Cláudio van Balen, 76, da Paróquia de Nossa Senhora do Carmo, na capital, tem deixado fiéis, voluntários e a população atendida pelos projetos assistenciais desenvolvidos por ele apreensivos.

O sacerdote está à frente da paróquia há 43 anos e, desde a década de 60, coordena uma rede de voluntários que oferece inúmeros serviços a comunidades carentes dos aglomerados Morro do Papagaio e Vila Acaba Mundo, na região Centro-Sul da capital.

Só em 2009, segundo números da paróquia, 75 mil pessoas foram atendidas pelos programas sociais da igreja. Os trabalhos vão desde assistências médica, odontológica e jurídica a projetos educacionais, como funcionamento de uma biblioteca comunitária. Atualmente, 900 voluntários atuam na paróquia.

A transferência de frei Cláudio, que pertence à Ordem dos Carmelitas, começou a ser cogitada no final do ano passado, mas, nos últimos dias, a preocupação da comunidade aumentou com a perspectiva do anúncio da decisão final sobre o caso.

Oficialmente, a explicação para a saída de frei Cláudio da Paróquia de Nossa Senhora do Carmo é que se trata de um procedimento de rotina na Ordem, que teria como critério a rotatividade entre os religiosos.

No entanto, nos bastidores, a informação que circula é que o comportamento considerado moderno do pároco não estaria agradando a lideranças católicas em Minas. Uma fonte ouvida pela reportagem informou que as atitudes de frei Cláudio teriam gerado incômodo também na Cúria Metropolitana da Arquidiocese de Belo Horizonte. O próprio arcebispo Dom Walmor Oliveira de Azevedo teria feito um pedido ao Vaticano para intervir na situação. Por pertencer à Ordem dos Carmelitas, a Arquidiocese não tem competência para pedir a transferência do sacerdote.
A decisão agora caberá aos freis Felisberto Caldeira e Fernando Romeral, superiores do frei na congregação. Ontem, eles não foram encontrados para falar sobre o caso.

A Cúria Metropolitana nega que haja retaliação ao frei. "Não há ação da Arquidiocese contra o frei Cláudio ou de qualquer outro frade carmelita", informa a instituição, em comunicado.

Procurado pela reportagem, frei Cláudio não quis comentar a decisão. Ele disse que só irá se manifestar na próxima semana, quando uma reunião com os superiores definirá seu futuro.

O religioso, de nacionalidade holandesa, é considerado audacioso por adotar liturgias próprias e um diálogo franco com a comunidade. "Ele sempre teve o pensamento muito avançado sobre o significado da fé e da crença. Por causa disso, houve uma empatia da comunidade", explicou o amigo e voluntário das obras paroquiais, Murilo Carneiro.

Resistência à medida é grande
As missas celebradas pelo frei Cláudio na igreja de Nossa Senhora do Carmo, no bairro Sion, são quase sempre lotadas. Aos domingos à noite, uma multidão de fiéis segue para a paróquia para acompanhar a liturgia.
Entre eles está Cylene Gallo, que ontem esteve na igreja. Para ela, a tentativa de retirada do pároco vai enfrentar a resistência e mobilização dos fiéis.
A Ordem dos Carmelitas não informou para onde frei Cláudio seria enviado. O religioso entrou no seminário aos 14 anos e, aos 17, chegou ao Brasil para completar os estudos. (TN)

Arrecadação
Balanço. De janeiro a novembro de 2009, a paróquia arrecadou mais de R$ 1,4 milhão entre aluguéis, eventos, dízimos e doações. Os gastos com despesas administrativas e projetos sociais chegaram a R$ 1,5 milhão."



....

2 comentários:

Beatriz disse...

Obrigada. Tudo de melhor para o nosso Frei, é o que todos desejamos.

Ana Luiza disse...

Parece que a mobilização da comunidade está funcionando. A notícia de hoje é que o deadline de 31 de maio foi suspenso. Vitória, pelo menos por enquanto, do movimento informal "Fica Frei Cláudio"...
Lalu.