quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

reciclagem



hoje amanheci azeda

"que horror", como bem dirá meu amigo tatá

revoltada com tudo e com todos
"mas porque", perguntará a marina

"deixa de frescura"
estuda que é o que você tem que fazer
esbravejará o wander

mas você estava tão bem
"o que aconteceu"?
questionarão minhas queridas mary, beatriz e ana lúcia

e eu farei cara de "pé-de-couve"
como minha colega de sala
pois não quero mais pensar
estou esgotada de tanto pensar
de tanto querer mudar
fazer e acontecer...

hoje o papo não fluiu
"mas porque claudinha"
indagou a andrea
porque hoje estou amarga
respondi eu...

queria me jogar no lixo
quando azeda me tornasse
assim com "chorume" e tudo
e quem sabe
este não seria o fim
pois sempre existe a opção do reaproveitamento
ficaria reciclada como papel
que pode virar um lindo álbum de fotos
ou um belo papel de carta
que vai receber pelas palavras de amor e carinho



reciclado como as garrafas pet
que se transformam
em luminárias que ornamentam e iluminam ambientes
ou em lindas e coloridas árvores de natal
como esta da Rua XV em Curitiba
ou banquinhos
que apesar de não parecer
são fortes e resistentes
reciclado como brinquedos
que divertem e encantam as crianças
carrinhos que andam
bonecas que alegram
joguinhos que fazem pensar
também pode virar acessórios como bolsas e colares
ou adornos que enriquecem as casas
enfim tudo que a imaginação do artesão conseguir construir...

existe alguma reciclagem que piore ao invés de melhorar?
acho que não...
porque se está sendo reciclado
é porque não está mais exercendo a sua função original
por isso se salvou do lixo
e ganhou a oportunidade de ser outra vida...

perguntei isso
porque estou me reciclando
mas sem muita certeza
que será melhor que antes...

perderei minha identidade?
meus princípios?
meu "berço"?
os ensinamentos que me foram passados?
sais minerais que medo...
medo, pânico, desespero, pavor, dúvidas, nojo
estão se revezando e me enlouquecendo
me paralisando
me deixando sem ação
descobri que me viro muito mal sob pressão
tenho que desenvolver esse meu lado
urgente!
pois, quando o mundo está me esmagando
ao invés de encarar de frente
eu me encolho como um tatu bolinha
me transformo numa lesma que fica rastejando no chão
sem destino
objetivo
ou sonho...

qual será o sonho de uma lesma?
ser um caracol?
pode ser...
pelo menos ele tem uma casa que o acompanha
o que eu quero?
claudia você quer virar o que?
pra quê?
por quê?
e a cabeça continua girando
e a cada volta que ela dá
os nós ficam cada vez mais cegos...
hoje minha história não tem final
pois gosto dos que são felizes
mas não estou conseguindo imaginar um
então deixo em aberto
até que ele se faça luz
e eu o escreva aqui
e tatue em minha alma

o "The End" que quero ter
que o bondoso Deus me proteja
amém

...






















5 comentários:

Beatriz disse...

Eu tenho a certeza que NINGUÉM consegue estar bem todos os dias. tem dias que a gente acorda péssima!!!O negócio é não se deixar abater, conseguir encontrar algo que ilumine o final do túnel e aí as coisas vão melhorando. Nem sempre se consegue chegar ao final do dia com um alto astral. Mas a vida é por aí.... Vamos esperar que você veja alguma luz e até o final do dia tudo melhore. Beijos luminosos para você

claudia disse...

obrigada minha queridíssima!
estou com fé que a nuvem preta já está indo embora

bjos e ótimo feriadao pra vc
claudinha

Mary disse...

Bola prá cima. Deixa os sentimentos ruins chegarem, não. Como diz a mamãe tem dias que não tem jeito. Mas vamos fazer força para não deixar chegar. Quer ajuda na força??? É só falar! Beijos

Mary disse...

Bola prá cima. Deixa os sentimentos ruins chegarem, não. Como diz a mamãe tem dias que não tem jeito. Mas vamos fazer força para não deixar chegar. Quer ajuda na força??? É só falar! Beijos

claudia disse...

obrigaduuuuuuuuuuuuuu marylinda!