quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

a cura



dia longo
cheio de chuva
trovões e relâmpagos
cheiro de mofo
céu cinza curitibano
com uma angústia pairando no ar
não bom :(
.
esse clima fechado suga as energias
como se elas fossem seu alimento
e o tempo passa devagar
abrindo buracos
derrubando casas
deixando o sossego de lado
e trazendo a tensão para o primeiro plano :(
.
chuva de céu negro
me lembra o cão
que como uma enxurrada chega arrasando vidas
jogando tudo no chão
deixando sem abrigo e sem ação
os desavisados que nunca deram importância a ele
.
mas o temporal passa
o sol chega secando os pensamentos
e a reconstrução se inicia lentamente
com a arrumação da casa
a avaliação dos estragos
e a triagem do que vale a pena ser consertado
ou simplesmente jogado no lixo
.
a sensação de perda é uma morte em vida
os pensamentos se soltam da esperança
e o desespero assume o controle da situação
até que as lágrimas secam
e o vazio entra na história...
.
aí sim é a hora de escolher o que quer ou não de volta
colocando em prática o desapego
de objetos, pessoas e lembranças
soltando as dores
aprendendo a se perdoar
buscando a melhor maneira de organizar a vida e os pensamentos
e principalmente os sentimentos que ficaram fora do lugar
.
a reconstrução depende de cada um
e poderá ser longa
levando dias... meses... anos...
mas com determinação e ajuda de um bom profissional
sua história volta a fazer sentido
e aí não tem cão negro que te prenda
ou enlouqueça
pois você vale a pena
e a vida continua
nunca duvide disso :)
.
bondoso Deus
obrigada por mais um amanhecer
hoje e sempre
amem :)




...

Um comentário:

Mônica Cristina disse...

poxa, tava inspirada heim!
Muito bom! :)
bjos