quinta-feira, 3 de maio de 2012

Enquete: o que você faria? - parte 1



ENQUETE: o que você faria?
.
o que você faria se fosse ao cinema
chegasse cedinho
comprasse os ingressos e o kit pipoca
ficasse meia hora em pé na fila, pois o cinema não tinha cadeiras numeradas
fosse o quinto a entrar na sala
escolhesse o melhor lugar
praticamente a "cereja do bolo"
e ficasse vendo as pessoas entrarem
quase rezando para que ninguém sentasse ao seu lado
com aquela ansiedade gostosa
aguardando o momento mágico
onde as luzes se apagam e o filme começa
e neste caso já na temperatura congelante do Alasca
no meio da neve
com ataque de lobos
mortes trágicas
e muita ação!
.
mas como num passe de terror
o protagonista da história sai da tela
e passa a ser você
quando por má sorte
se senta ao lado de um sujeito sem noção e sem postura
que começa a conversar como se estivesse no boteco da esquina
passando UM saco de pipoca para toda sua turma da fila de trás
e não satisfeito com o filme resolve jogar no celular
acendendo aquele holofote direto no seu rosto
e quando você educadamente informa que quer ver o filme
e que ele está te incomodando
ele passa de um homem de 20 anos para uma criança birrenta
sem mãe e principalmente sem educação
e começa a balançar sua cadeira como se ela fosse de balanço
conseguindo assim "ninar" toda a fileira
que só não quebrou porque o cinema é novo
e eu saí para chamar o segurança
que simplesmente não existe naquele lugar
e o pobre funcionário que foi tentar ajudar
recebeu foi um deboche do marginalzinho
que saiu da sala se defendendo e com "carinha de coitadinho"
.
no final da história
o gerente ofereceu outros ingressos
inclusive para o marginalzinho
que preferiu voltar para sala
todo feliz, vitorioso e sorridente
como se nada tivesse acontecido
pode, gente?!
.
depois de imaginar esse cenário
o que você faria?
vamos lá, me ajude
quero saber como sair dessa "saia justa"
sem ter que fazer como eu
que estraguei o passeio com minha família
perdi a paciência
chamei o segurança do shopping
reclamei com o gerente
enviei um email para o site do Cineart
http://www.cineart.com.br/
me stressei
e de nada adiantou
simples assim ... :(
.
percebi que isso é comum
e que nessas situações ninguém sabe o que fazer
perdi 4 ingressos
tive que pagar o estacionamento
e saí sem saber o final do filme :(
.
o gerente queria me dar outros ingressos
mas não quero voltar ao Minas Shopping de jeito nenhum
queria meu dinheiro de volta, isso sim!
.
o "fale conosco" do Cineart me parece que só serve de enfeite
pois não obtive nenhuma resposta
fiquei imaginando o perfil da pessoa que lê esses emails
e sinceramente?
não consegui pensar nada de bom :(
.
então depois desse desabafo
a pergunta que não quer calar é
o que você faria, hein?
.


só para constar
nome do filme: "A perseguição"
local: Minas Shopping - Belo Horizonte
empresa : Cineart
.
beijos
claudinha
.
ps. as respostas eu publico amanhã na - parte 2 - da enquete :)

13 comentários:

gisele disse...

Amiga que situação dificil, se é comigo eu sou muito esquentadinha logo vou dando umas bolachas no cara, mas se é de menor é pior por que não tem oq fazer, acho que o jeito é sair do cinema e evitar maiores transtornos.
Infelizmente esse tipo de coisa acontece e muito, que tristeza nem no cinema podemos ir descançadas.
rsrsrs
Bjsssssssssssssss

Claudia Oliveira disse...

Oi Gisele!
o sujeito não era menor de idade não, só de mentalidade! rs

era um desses afetados "a la Restart da zona norte" que só queria fazer zueira :(

triste demais...

obrigada pela participação!
bjos
claudinha

Residenci-lar disse...

Eu já passei por isso!
Fiquei com muita raiva!
Mais o gerente disse que não podia fazer nada!
putis!
Fiquei fula da vida!
Ai teve uma idéia comprei chiclete e língua de sogras pegou umas bexigas na bolsa foi para o banheiro com minha amiga colocamos um pouco de água na bexiga e fiquei estrategicamente de um lado e minha amiga do lado e eu do outro lado ai ficamos discutindo o filme e pipocávamos o chiclete como se estivéssemos fazendo musica depois estouramos uma bexiga depois musica ai nos agora e quem estava incomodando, o gerente foi chamado e respondemos que estávamos na paz nos divertindo, final os quatros saíram do filme e nos caímos na gargalhada e de repente varias pessoas começaram a ri ate o gerente. E eu terminei curtindo a tarde melhor do que o planejado.

Residenci-lar disse...

tenha boas ideis na proxima vez que um idiota lhe incomodar que vai lhe ajudar muito.

AL disse...

Bem, acho que vc fez o que eu faria. E não vejo o que mais podemos fazer.
Não volte lá de forma alguma!
Ah, fiquei sabendo o final do filme, te interessa?

SURPRESAS DA VIDA disse...

Que situação, acho que eu levantaria e sairia do cinema só para não aturar esse homem.bj

Claudia Oliveira disse...

o final do filme?
aiiiiiiiiiiiiiiii
tô com a intuição que os lobos venceram... será? rs

me conte por email!!!!! :)

bjos

Telma disse...

Eu começaria a chorar, pois percebi que quem manda são os brigões... Embora eu viva dizendo aos meus filhos para terem modos.

Van disse...

Oi Claudia,

o embate nesses casos é sempre perda, sempre tenho em mente o seguinte: Se uma pessoa se comporta com tamanha falta de educação, seja no cinema ou em qualquer outro espaço público, entrar em conflito com ela só se eu fosse do mesmo baixo nível de educação, para eu ter alguma chance, do contrário a agressividade e o desrespeito dela irão me engolir, porque nas primeiras ações já ficou claro que tipo de pessoa ela é, portanto eu sairia de fininho e procuraria outro lugar na boa, se não encontrasse, aí iria ver com o gerente outro lugar ou outros ingressos para outra sessão, mas nem de longe eu me dirigiria a um mal educado, seria dar-lhe chance de praticar com veemência sua estupidez,através da chance que eu lhe dei me dirigindo a ele e tentando faze-lo compreender o que ele jamais compreenderá, tenho a convicção que deixa-lo á vontade com sua falta de limite, embora seja de indignar, ainda é muito menos estressante para mim do que tentar provar pra ele o quanto ele é imbecil, porque alguém que não conhece sequer as regras básicas de convivência social como esta pessoa que você encontrou jamais vai reconhecer o direito dos outros, pelo contrário vai querer se impor ainda mais. E, como você atestou para o cinema não importa se o cliente é educado ou mal educado, todos pagam ingresso da mesma forma e ele tentará não desagradar nenhum cliente, então querida, melhor é exercitar a paciência e ignorar o desrespeito mudando de local, assim você teria visto o final do filme e com certeza o filame a faria esquecer o início aborrecido, mas você foi para casa com as provocações dele e a frustração, o embate não compensa.

Beijos!

Claudia Oliveira disse...

Oi Van!
vc está coberta de razão, mas infelizmente a sala estava lotada, acho que nem nas escadas tinha jeito de sentar e mesmo que tivesse eu não teria coragem de deixar meus filhos ali. MEDO! rs

mas aprendi a lição
shopping popular
e horário de pico
não valem a pena! :(

obrigada pela participação e pela visita! :)

beijos
claudinha

Cecilia sfalsin disse...

Ei Claudinha,

Caso complicado, principalmente quando se trata de uma pessoa que parece ser transtornada pra tantas atitudes infantis , mas eu não pensava muito não , uma vez que fui para me divertir, descansar, sair da rotina então evitaria me estressar e sairia do ambiente, sem conflitos sem estragar meu precioso dia. Mas com certeza ao chegar em casa tomaria as providências cabíveis e uma delas é divulgar a má conduta do lugar já que feita reclamações nada fizeram..sei lá sabe, na hora eu realmente tentaria ser mais coerente possível mas não quer dizer que tenho sangue de barata mas eu tentaria..:)

Beijos

Jeremy disse...

Insista e não se cale nunca!
É por falta de choro que essas coisas continuam acontecendo.

Quanto ao gerente mande-o à...

Seu dinheiro já era, mas use de todas as mídias sociais pra reclamar, cedo ou tarde vão te ver, fiz isso com a ambev e tive excelentes resultados ;)

Valéria Braz disse...

Olá amiga... já passei por situação destas aqui... mas eu fiz um auê daqueles...
Com o mau educado? De jeito nenhum. Saí da sala e pedi pra falar com o responsável, que segundo me disseram não estava...
Bom, aí fui direto pra administração do shoping qeu é obrigado a sempre ter alguém. Enfim, lá ouvi que não poderiam fazer nada, afinal o cinema e independente e blá, blá...
Não tive dúvidas, liguei pra TV (filiada a globo daqui) e em alto bom som, disse que tinha uma boa reportagem para eles sobre desrespeito com os clientes no shoping tal...
Neste momento me pediram para desligar que iriam me ajudar a resolver a situação!
Fomos a sala de cinema, que (ainda bem) a algazarra continuava e vários psiu, e solicitações de silêncio também.
Foi pedido então pelo responsável do shoping que a sessão parasse. O filme foi parado as luzes acessas e dado o aviso que se a bagunça continuasse seriam retirados da sessão...
Filme iniciado... silêncio total até o final, e ainda recebi mais 2 ingressos para outra sessão que eu escolhesse.
Desagradável... mas resolveu!
Beijo no coração