quinta-feira, 17 de junho de 2010

bluft na pia!





















17.06.2010
sol, frio e céu azul nas geraes

êêêêê lerê
ser "eu" é complicado
mas divertido
enfim
uma caixinha de surpresas!
quer experimentar?
prometo que emoção não vai faltar
pois na minha bipolaridade tudo pode acontecer
ou não...

neste final de semana um conhecido me falou
você podia ficar normal
sem ter que falar que está triste ou alegre
isso é muito chato! :(

fiquei pensando nisso
e ele pode estar correto
mas não me importa
continuarei sendo "Claudia Oliveira" pra mim mesma
pois são esses textos muitas vezes nonsense
é que estão me ajudando a sair
ou melhor
controlar essa doença invisível aos nossos olhos
mas que consegue detonar o nosso coração
nossa alma
e principalmente nossa vida...

hoje estou me sentindo uma pia
sim
pia!
a vida vai passando como a água
descendo normalmente
até que algum sentimento ou acontecimento entopem o ralo
e as coisas começam a boiar
e vira aquela meleca azeda
que a gente não quer olhar
mas aí entra em cena
o super desentupidor de pia
e depois de algumas bombadas
pronto
"bluft"
a sujeirada segue o seu caminho
e a respiração volta ao normal!

fala sério!
isso não é lindo?????
e pegando carona na frase da tati eu digo:

ainda bem que eu não me matei e nem morri ontem
pois hoje simplesmente quero dominar o mundo! :)

vou colocar aqui os dois dias escuros
só pra deixar registrado
a minha mudança de humor
pois é realmente inacreditável
isso ainda me assusta
mas tenho que me acostumar
pois sou assim
fazer o quê, né?
aceitar e tentar viver bem
com a benção do bondoso Deus
hoje e sempre
AMEM!
.
ps. um super-mega-ultra obrigada as minhas queridas mariana e beatriz
e ao meu super-mega-ultra tatá!
vocês realmente são e estão presentes!!!!!
bjos
claudinha

16.06.2010
amanhecer gelado nas geraes
a angústia não quer passar
e isso está me tirando o equilíbrio
sim, justamente aquele que estava me segurando
sinto que cada dia me aproximo mais do abismo
do vulcão
do medo
da solidão
do desespero
da covardia de querer parar tudo a qualquer custo
nossa
respirar dói
pensar é uma tortura constante
tenho tentado agir
ao invés de voltar a ser "almofada"
mas nada me preenche
nada me satisfaz
nenhuma pergunta é respondida
e novos questionamentos vão surgindo
tirando minha tranqüilidade
atrapalhando o meu sono
agitando meus pensamentos que estão mais elétricos que criança hiperativa
nessas horas eu só penso em boiar
ficar quieta
olhando pra cima
deixando o sol me queimar a pele
e a alma
deixando tudo em carne viva
assim terei motivos concretos para sentir dor
para chorar
para cuidar
para mostrar
para provar pra mim
e pra todo mundo
que essa doença é de verdade
e dói
e é persistente
transparente
parece uma alma penada
que vem assombrando
enlouquecendo
e me tirando a vontade de viver...

estou exausta
um caquinho
com a fragilidade de uma tacinha de cristal
que por um leve descuido pode cair e se espatifar
quebrar em mil pedacinhos...

outro dia uma pessoa me falou:

- você não fica normal nunca?
porque tem que ficar escrevendo o que está sentindo?
falando e contando se está bem ou se está mal
isso é chato:
Deus pára de brincar comigo
que chatice!
que bobeira!

é... que bobeira...
eu realmente sou uma perfeita idiota
falar pra quê?
contar pra quê?
me debater pra quê?
lutar pra quê?
viver pra quê....


15.06.2010
estou aqui tentando dar um tempo no blog
mas ele é o meu alimento diário
minha droguinha matinal
minha fluoxetina natural

estou com vontade de nada
nada
só isso
nada pra fazer
nada pra comer
nada pra pensar
queria me desligar
igual o cara do livro
dormir e perder a noção do tempo
simples assim
acordar quando tudo estiver pronto
pronto para começar
aí tomarei um banho
lavarei meus cabelos
secarei com secador
passarei meu bom companheiro rimel
colocarei minha calça justinha
minha blusa xadrez
minha bota preta de salto e cano alto
pegarei minha poderosa máquina
e aí sim
linda e maravilhosa
me sentindo a mais poderosa do universo
voltarei a viver
sendo a personagem principal da minha própria vida
que por agora está cheia de interrogações
numa paródica sem fim
num marasmo que está me sufocando
numa angústia de querer e não saber o quê
de questionar e nunca obter as respostas
que insistem em permanecer na minha cabeça
ao som de Stevie Wonder
escrevi este texto
em menos de 5 minutos
assim
simples assim
e assim eu queria que a minha vida acontecesse de verdade
não só em palavras
mas em atitudes
ações
promessas cumpridas
sonhos realizados
serenidade na cabeça
e amor no coração
ai ai viu ai ai...
...

4 comentários:

BEATRIZ disse...

QUE BOM, ESTAMOS DE VOLTA Á VIDA NÃO IMPORTA COMO ELA É MAS É A NOSSA VIDA. PODE SER CHEIA DE SURPRESAS, ALGUMAS BOAS, MUITAS DESAGRADÁVEIS, IMPREVISTAS MAS É A NOSSA VIDA DO JEITO COMO SOMOS E ÀS VEZES QUE NÃO DESEJAMOS SER, MAS ...
"EU FICO COM A RESPOSTA DAS CRIANÇAS: É A VIDA, É BONITA E É BONITA... VIVER..." E CONTINUA GONZAGUINHA NOS AJUDANDO MESMO TANTO TEMPO DEPOIS DE TER ABANDONADO ESTA VIDA.
BOAS VOLTAS DA ÁFRICA DO SUL E BELO SORRISO PARA AGRADAR NOSSO DIA!!!! BEIJOS

Claudia Pompeu disse...

QUERIDA cheguei!
pode me buscar no aeroporto!!!!
huahauhauhauhauhauahuahuahuahua

ah neim!!! nao cantamos gonzaguinha este ano
mas ano que vem tem mais
se Deus quiser!!!!! :)

bjos
claudinha

Ana Lúcia disse...

Ufa, passou!
Que bom!
Bjs

Claudia Pompeu disse...

é!
ufa, passou!!!!
e espero que nao volte
ou entao que demore bem mais tempo para se manifestar...

bjos minha amiga e ótimo fds para vc
claudinha :)