terça-feira, 6 de março de 2012

memórias


"Acho que a única razão de sermos tão apegados em memórias,
é que elas não mudam, mesmo que as pessoas tenham mudado."
.
uau...
não vejo maneira mais simples
de traduzir algo tão grande
verdadeiro
e real :)
.
muitas vezes paramos no tempo
vivendo só de lembranças
da casa em que moramos
do bairro... da rua... das cidades...
de viagens inesquecíveis
de fases de nossas vidas
de festas animadas
de pessoas que eram "pra sempre"
e que hoje só fazem parte de nossas memórias...
.
momentos vividos com familiares ou amigos
que por diferentes motivos mudaram a trajetória
ou jogaram por terra suas crenças
seus princípios e prioridades
não sei bem explicar
só consigo sentir
muitas vezes uma grande saudade
e em outras um enorme alívio...
.
realidade, sonho ou imaginação?
como saber o que realmente foi vivido?
nesse ponto da história as provas concretas são essenciais
fotografias, registros e cartas
que nos ajudam a montar o quebra-cabeça
e comprovar nossas memórias
simples assim :)
.
particularmente falando
será que meu vício fotográfico nasceu por esse motivo?
bem provável, pois por mais que as pessoas tentem negar
as fotos sempre me ajudam a ventilar as lembranças :)
.
bondoso Deus
que eu aprenda a cuidar das minhas memórias
trazendo para perto o que me faz bem
e abrindo mão do que bloqueia o meu caminho
hoje e sempre
amem :)
.
beijos
claudinha


2 comentários:

Wander Rodrigues disse...

Essa frase aí do início... concordo em parte porque pra mim, as pessoas não mudam. O tempo passa, as pessoas amadurecem, o mundo muda, mas as pessoas não.
Gostei do texto!

Taise disse...

Ai que lindoooooooooooo!!

Você quando escreve me faz pensar em tudo, é como se quando eu leio, passa-se um filme da minha própria vida, das minhas "memórias".
Parabens!! Show Claudinha!!

Beijos.
Visite: http://territoriorosa.blogspot.com/