terça-feira, 10 de maio de 2011

mãe de goleiro


















.
ser mãe já não é uma coisa fácil
agora
ai ai ai
ser mãe de goleiro é pura tensão!
.
sábado fui assistir o primeiro jogo do meu anjo
como goleiro oficial do time da escola
.
sais minerais!
que coisa difícil, sô!
no manual das mães está escrito que não pode:
gritar
xingar o juiz
e nem incentivar os jogadores do time
sobrando apenas
ficar sentadinha
caladinha
e se possível invisível diante dos colegas
pode?
.
claro que não!
.
quando a bola fica na área do gol
o coração acelera
praticamente saindo pela boca
junto com o grito nervoso de uma mãe
marinheira de primeira viagem :)
.



















.
cada defesa
uma troca de olhares
como se estivesse se explicando
ou dando uma satisfação
.
neste ponto
é que fiquei ponderando se eu realmente
deveria estar ali...
.
não quero deixar meu anjo mais nervoso que o normal
mas quero participar
pois é bacana estar por perto
e quando essas oportunidades aparecem
acho que tenho o dever e a obrigação de marcar presença
já que depois que entrei na área SAP
me afastei radicalmente de tudo por falta de horário :(
.
para alegria de todos
o time ganhou de 6 x 1
e meu anjo só levou um gol de pênalti
por culpa do juiz que "comeu mosca" na marcação :(
.
depois do jogo
a missão quase impossível foi registrar os vencedores
pois no manual dos pré-adolescente está escrito:
.
"proibido tirar fotos
ainda mais quando for requisitado pela própria mãe!"  :(
.















.
mas nada que uma mãe determinada
a registrar o evento
não consiga resolver! :)
.
assim que encontramos no carro
já comecei a "levar sabão"
pois quebrei as regras do manual das mães
e fiz tudo que não podia
como por exemplo
gritar!
.
- mãe, você me envergonhou quando ficou gritando!
- mas eu estava incentivando os meninos!
- mas não pode! MÃE não pode!
- porque?
- porque você tinha que ter torcido igual aos pais dos meninos
- mas eu nem xinguei o juiz igual ao pai do fulaninho
- mas é assim que se torce, mãe! pode xingar, gritar, incentivar...
- então vou fazer isso da próxima vez, tá?
- não mãe! os pais podem fazer isso, não as MÃES!
- que injusto... mas está bem... não vou mais...
- ah neim mãe, já apelou?
.
hein?
.
é
esta é a vida das mães de adolescentes
estamos sempre erradas
mas isso não quer dizer
que devemos deixar pra lá
e fazer o que eles estão esbravejando :)
.
a marina me aconselhou a conversar com meu anjo
e perguntar se realmente
eu o deixo nervoso e com vergonha
e se não devo mais comparecer aos jogos :(
.
adorei o conselho
e foi exatamente o que fiz
quando tivemos um tempinho sozinhos
conversamos
e ele me disse que só ficou nervoso
porque era a primeira vez que eu o via como goleiro
mas que eu podia
SIM
assistir aos jogos do campeonato! :)
.
ó! nem doeu!
e foi muito bom ouvir isso dele
pois lá na hora ele estava sob pressão
do jogo e dos colegas
mas quando se acalmou
disse todo orgulhoso:
.
MÃE, viu o tanto que eu "catei" para você?
.
ô gente!
isso é ou não é
totalmente excelente?! :)
.
com o espírito mexicano que tenho
vou ter que aprender a colocar menos peso
nas "palavras agressivas" que poderão surgir
para que eu não me descabele por pouco
já que essa fase é necessária
e com certeza
vai passar! :)
.
- mãe, ser bom é muito bom!
- sim meu amor! realmente é muito bom! :)
.
cá com meu botões eu pensei
estou aprendendo e aceitando isso agora na minha vida
que bom que ele já descobriu e está sabendo aproveitar
sem culpas
sem "grilos" (nussamãe! fui na época dos dinossauros nessa!!!)
e sem neuras como eu :)
.
ai ai...
bondoso Deus
OBRIGADA!
amem :)

9 comentários:

Beatriz disse...

Já fui mãe de goleiro e te entendo. Só que o meu era de futebol de (meio) campo e aí a coisa pega. Os chutes são mais fortes e as consequências também. Beijos

claudinha disse...

menina! agora que me lembrei que o josé era um SUPER goleiro!!!!

que lindo! mais uma coisa temos em comum!!! :)

preciso de umas dicas para ficar mais contida :(

estou pensando em organizar uma caravana de mães, assim não serei a única "berrante" do time!!!!! hahahahaha

bjubas
claudinha

Augusto disse...

Hahaha, nunca deixe de curtir essa fase pq eu como filho, sei que qdo a gente cresce o tempo é menor ainda, acho que hoje tenho saudade de ver minha mae na arquibancada, mas, que é meio chato, isso é..."VAI FILINHOOO, VAI AMOOOOR"....

AI PEGA MAL...

abraço galeraaaa!

claudinha disse...

ah neim augusto! chato?

imagina eu com minha voz afinadíssima gritando na quadra:

- VAI MORE!!!!!

hahahahahaha

mas agora eu aprendi
e assim pode:

- vai goleiro!!!!!

bjubas
claudinha

Wander Rodrigues disse...

Regras da mãe de goleiro:
1) Só pode gritar coisas que não virem "zuação" na escola depois.
2) Em caso de dúvidas, consulte a regra número um.

Paragrafo único: Tudo que você disser será usado pelos colegas dele contra ele.

claudinha disse...

tô frita!
acho que vou gritar muito no dia anterior aos jogos, assim fico rouca e ninguem vai ouvir meus lindos gritinhos!!!! hahahahahaha

ai ai viu!!!!

bjos

AL disse...

Bolas catadas só pra você! Que declaração, heim? Flores já são coisas do passado!
Bjs

claudinha disse...

viu só nalúcia, que coisa mais poética! achei tão lindo!!!!:)

vou aproveitar enquanto as "catadas" são todas para mim, pois daqui a pouco perco meu posto para as namoradas!!!! rs

bjubas
claudinha

Bel disse...

Deve ser facil nao... Eu ja FUI Mae de jiu jitsu mas ele nao quis mais... Que sufoco!