segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

com outros olhos...



















e o sol?
acho que está pensando seriamente em voltar a iluminar as geraes :)
 .
nesse meu afastamento geral
perdi contato com o mundo
confesso que ando meio que fugindo de gente
e tirando minhas junqueiras
ninguém mais ficou sabendo onde eu estava
se aqui, ali ou acolá
 .
analisando a vida já tentei escrever
mas não consegui uma maneira simples de falar que amadureci
se bobear
passei até do ponto
e já estou é apodrecendo
por isso melhor eu ter muito cuidado nessa hora...




















a difícil lição de olhar as pessoas de uma maneira mais genérica
está me fazendo respirar fundo
não ser impulsiva
e ver que a maioria das vezes
o que acontece de bom ou ruim
não passa pelo lado pessoal
aquele tratamento geralmente é dado a qualquer um
não depende de quem recebe
e sim de quem dá
 .
as pessoas que são agressivas
são assim com a maioria
e não só comigo
como eu sempre pensei
.
as que puxam saco ou são interesseiras
fazem isso sem nem perceber
pois já se acostumaram
e simplesmente adotaram esse estilo de viver a vida
 .
já aquelas que são amorosas
também fazem isso naturalmente
e não só com essa morena de olhos verdes que vos escreve   :)
.















tirando a poesia e o drama
estou aqui
olhando pedra
e vendo pedra mesmo
 .
esse exercício de entender as pessoas
as vezes é bem chato e sem graça
principalmente para uma pessoa
que como eu
sempre escolheu andar de bugue nas dunas
"com emoção" :)
 .
a minha maneira fantasiosa de viver
deixava tudo mais intenso
até com as pessoas sonsas e sem sal
 .
agora vendo com esse novo olhar
dá uma preguicinha
e quando a vontade de falar verdades e questionar
vem ao meu encontro
eu fico quietinha como  garfield
finjo de árvore
ou me transformo num pé-de-couve
assim ela passa reto
e vai atazanar outro infeliz




















então
te convido a pensar
nas pessoas que te tiram do sério
se realmente vale a pena
gastar energia e tempo
tentando entendê-las
ou então se defender
pois independente do que você fizer
o retorno será o mesmo
e você está aí se preocupando a toa
ou será que não?













e as pessoas mudam?
 .
sim, as pessoas mudam
mas esta ação deve vir delas
e não de você
simples assim :)


...

3 comentários:

Mary disse...

Acho que esse post serve para aprendermos a lidar com o papai! Você falou tudo!
Beijos

Anônimo disse...

É... hoje eu estava mesmo precisando pensar no que vc escreveu. Às vezes, para mim, é tão complicado entender certas pessoas mais... como direi... para mim, mais chatas... Não tenho a mínima paciência. O idela seria inverter o caminho e seguir pelo outro lado. Mas às vezes não dá! A convivência é obrigatória. E não é do "papai" que eu estou falando. Mas me dá uma canseira!!!!!!!!!
O negócio é me fazer de couve tentar seguir em frente>

Adoro quando vc nos põe nesse rol de não esquecidas. Um beijo Junqueira mãe

claudinha disse...

junqueira mãe, seu comentário ficou está aqui me cutucando até agora... seguir para o outro lado... acho que é isso que estou fazendo :)

bjos
claudinha