quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

pronto falei



















tempo quente
e cabeça fervendo pensamentos...
.
ah!
estou incomodada
censurando muito o que devo ou não escrever aqui
quanto mais realista eu me torno
mais crítica eu fico
e isso é bem chato...
 .
falar besteiras
insanidades
alucinações
loucuras
e coisas afins é uma boa terapia
mas quando começamos a filtrar demais
as coisas vão ficando travadas
amarradas
e o que era um anti-stress
passa a ficar cheio de interrogações :(
 .
estou aqui dialogando com meu lado pensante
questionando se terei que mudar o meu jeito de escrever
vai valer a pena?
meu bloguinho vai perder a identidade
ou simplesmente vai seguir por outras estradas?
 .
ontem escrevi um post
e não me senti confortável em publicá-lo
me propus um desafio
deletei algumas partes
alterei outras
reescrevi
apaguei
mudei
reformulei
terminei
publiquei
e pra mim ficou ótimo
senti até orgulho
recebi críticas negativas
mas mesmo assim
fiquei feliz por ter conseguido fazer diferente :)
 .
meu blog é para mim um ponto de partida
onde tantas vezes escrevi minhas mágoas
tristezas e alegrias
sonhos e frustrações
detalhes do meu "mundo de alice"
e agora a verdadeira transformação
está acontecendo
e aos poucos estou enxergando a realidade...
 .
através dele consigo ver minhas mudanças
meu crescimento
meu retrocesso
as vezes que fiquei batendo na mesma tecla
e aquelas que soltei minha imaginação
e simplesmente fui...
 .
tudo registrado
documentado
pois daqui um tempo
farei uma seleção de textos
publicarei um livro
contando a enorme reforma
que consegui fazer na minha vida
 .
de menina crédula e lunática
para uma mulher lógica e prática
isso ainda vai demorar um pouco
pois estou no meio dessa história
mas quero que seja um marco
um exemplo
para aqueles que se acham pouco
que se deixam dominar pelos medos
carências
inseguranças
recalques
e acreditam mais no outro
do que em seu próprio poder de "fazer acontecer"
 .
tenho um grande arrependimento
não ter descoberto isso antes
viver assim é bem mais leve
muitas vezes sem emoção
mas bem mais fácil...
 .
antes tudo era intenso
amor
ódio
rancor
arrependimento
alegria
gratidão
tudo era visto com lentes de aumento
os momentos bons eram comemorados além do limite
e os ruins sofridos além da conta
um desgaste físico e mental
que carreguei por quase 45 anos...
 .
agora nessa fase água morna
a vida está caminhando com mais facilidade
e sinceramente eu queria ter aprendido isso na hora certa
tão simples
porque será que não me dei esse direito?
 .
mas melhor não deixar os pensamentos seguirem por aí
pois a idade não vai voltar
e se eu quiser é pegar ou largar
aqui e agora
simples assim :)
 .
pronto falei!
 .
bondoso Deus
estou aqui
vivendo e aprendendo
hoje e sempre
amem!

....

2 comentários:

Beatriz disse...

Eu não diria uma fase água morna. Eu acho que você vibra com as coisas "vibráveis"... você fica triste com as coisas tristes... você racionaliza as coisas que devem ser vistas com olhos mais realistas... tudo na medida certa: isto é que foi realmente um marco em sua vida! A pessoa ser morna é quase o meu estágio atual: pé de couve!!!!!! Isso não é nada bom (mas muito conveniente neste momento!). Vamos colocar um prato de jujubas ou brigadeiros brancos na sua frente e vê se vc não vai vibrar muito... Poderia lhe dar mil outros exemplos do tipo um chamego dorei ou do anjo, um elogio do maridão e assim por diante.
As maledicências ou as reações dos "outros".. deixa para lá: analisa e vê que não são realmente importantes, não vão acrescentar nada e BOLA PRA FRENTE...
Adorei o primeiro desenho... parece você mesma. Beijos Beatriz

PS: Quase criei um blog com o tamanho do meu comentário.KKKKKKKKKK

claudinha disse...

amiga querida do meu coração!
chorei!

temos que marcar um encontro vibrante cheio de jujubas e brigadeiro branco :)

não estou conseguindo visualizar a sua fase pé de couve... como isso não parece com vc...

crie um blog! adorei a ideia! serei sua seguidora com o maior orgulho! :)

bjos
claudinha