domingo, 24 de janeiro de 2010

livros

em pleno domingo
a chuva continua molhando as montanhas mineiras...

















desde que "a maldita" cão negro se instalou na minha vida
que como fuga aprendi a ler livros
quero dizer
não só eles
mas também pessoas
gestos
atitudes
e coisas que eu nunca parei para racionalizar
pois a minha atitude sempre foi crente pelo mundo


pra mim tudo é super
super difícil
super bom
super ruim
super qualquer coisa
mas quando pensei no
super fácil
parei e empaquei...


como assim?
o que é super fácil pra mim?
não me veio nada à cabeça
como assim?
"difícil" eu consigo falar inúmeras coisas
em menos de um segundo
mas e o "fácil"?
pensa, pensa, pensa...



o que é "fácil"?????
o crente que falei ali em cima veio daí
crente nas pessoas
elas falavam, eu lia e acreditava
ingenuidade?
sim...
ser velha ingênua é ....
não vou escrever o que quero
em respeito ao wander
que sempre se incomoda
quando escrevo palavrões
embora muitas horas
não tenha nada melhor que os substituam...


well...
li livros que me ajudaram a acordar
me libertar
divertir


só sei que quanto mais dor eu sentia
mais eu lia
tentei canalizar meu sofrimento para os livros
e recomendo essa técnica
pois me ajudou MUITO!


mais de um ano se passou
e algumas coisas melhoraram consideravelmente
como a minha diarréia da fala
ou o "cala boca claudia"
hoje estou bem mais controlada
ponderada
e mais sensata
isso foi bom, muito bom


e por outro lado
os livros já não são mais meus companheiros diários
e isso eu não gostei
pois me acostumei com eles
e não quero mais perder nada que me faça bem


aí fiquei pensando
o porquê do afastamento
e acho que é por causa  da  "A história de Edgar Sawtelle"
ganhei o livro em novembro
e venho arrastando essa leitura
tentando gostar da história
ou da maneira que o autor a conta
ou de qualquer coisa
mas nada...
só sinto preguiça dos personagens
da história
da letra
da capa
e de qualquer coisa que venha dele
esse encosto tem 524 páginas
e depois de 2 meses não consegui passar da página 144
que coisa mais frustrante...


estava tão feliz por me tornar uma devoradora de livros
e vem este para me atrapalhar
a princípio ele parecia "a minha cara"
tanto que o wander me deu
uma história triste, chorosa, de um menino que nasceu cego
e que vive com sua fiel escudeira a cadela Almodine
ele tem tudo que uma pessoa "sentimentaloide" como eu gosta
mas não
ao invés disso
ele me irritou
por tudo
e principalmente por cortar a minha rotina de ler bons livros
mas estou falando isso
porque só este final de semana descobri
que a culpada não sou eu
e sim ele!


todos os meses sou presenteada com um livro pelo wander
estou adorando e me divertindo com isso
desde o Natal que estou pedindo "Para Francisco"
mas ele está esgotado na Leitura dos shoppings
e acabei me esquecendo
o mês passou
e janeiro chegou
junto com meu novo livro
quando vi o papel pretinho da Leitura falei:
- oba, livro! Para Francisco?
- não... diria que o contrário dele!
- ã? aposto que você está brincando!
- não... abre para ver
- ã, seguido de uma gargalhada
- gostou?
- O pau?!


e foi através do "O pau" de Fernanda Young
que descobri que a minha preguiça está com "a História de Edgar"
e não com os livros
ufa! que alívio!!!

mas que bagunça
afinal abandonei "A História de Edgar"
pois queria ler "Para Francisco"
mas ganhei "O pau"

então "bora" conhecer mais um pouquinho do universo
dessa mulher muito diferente de mim
que tem um jeito escrachado de escrever
que quase chega ao vulgar
se não fosse Fernanda Young


sei lá por que
ela me chama atenção
seu jeito debochado, irônico e muitas vezes maquiavélico
sendo no "Irritando Fernanda Young"
na Playboy
ou no livro que só pelo título já dá o que falar
e o mais legal de tudo é a capa
a foto ficou sensacional!

quantas loucuras não passam na cabeça da personagem Adriana
que namora um sujeito bem mais novo
e pira quando descobre que é chamada de "velhota"
e é trocada por uma menina com a metade da sua idade

mulheres que tomem cuidado com os homens que estão comprando
homens prestem atenção nas mulheres
para as quais vocês estão se vendendo
pois a vingança pode lhe custar caro financeiramente falando
além de acabar com sua auto-estima
pois será recheada de requintes de extrema crueldade...

apesar da maioria das mulheres não chegarem a tanto
elas existem e podem ser vingativas
depois que não querem mais comprar
começam a cobrar com juros
e a moeda pode ser mais cara que o euro
e a cobrança só vai depender do tamanho da sua vergonha moral
ou da íra que está sentindo
por não conseguir mais manipular o fantoche
que virou o seu brinquedinho preferido


e depois dessa "moral da história"
onde o dinheiro compra celulares
notebooks de última geração, esteiras elétricas
e o que estiver a venda em lojas
este mesmo não compra o respeito
a dignidade e a idade de quem está fazendo
esse supermercado lotando o carrinho de bens materiais
quando na verdade o que está procurando
infelizmente não está à venda
nem nas lojas virtuais...


para não perder o pique
esta semana começo "Para Francisco"
e espero conhecer muitos personagens
muitas histórias e textos bacanas neste ano que só está começando

ótima leitura para todos nós
é o que desejo para mim
e pra você!
bjcas
claudinha

ps. já ia esquecendo de colocar o mais falado de todos por aqui!!!!


...

6 comentários:

Ana Lúcia disse...

Oi, Claudinha!
Me considero uma devoradora de livros, mas tem alguns que não vão para frente.
Já descobri que o problema não é comigo nem com o livro.
Acho que, quando isso acontece, que o meu encontro com o livro está acontecendo na hora errada.
Geralmente espero um outro momento para tentar ler. De vez em quando acerto o "time", outras vezes deixo-o esperando mais um pouco na estante.
Mas uma coisa é certa, se fico com ele uma semana sem ler nenhuma folha corro para o próximo!
bjs

Claudinha disse...

bom dia bela menina!
ADOREI a sua dica!
e antes de ler o que vc me falou
já coloquei em prática
com o "Apanhador no campo de centeio" que comecei, parei e voltei ontem de noite. acho que agora chegou a hora do nosso encontro! rs
bjos e ótima semana para vc
claudinha

Wander disse...

Oi meu amor. A leitura de "O apanhador no campo de centeio" diz mais sobre quem o lê do que sobre o próprio livro. Estou doido para ver de qual lado vai ficar: Do adorei ou do odiei. Como eu gosto demais desse livro eu defendo-o dizendo que quem não gostou, não entendeu... rsrsrs.

claudia disse...

ai ai ai
assim vc me deixa aflita!!!! rs
abap, logica de programaçao, sql, apanhar no campo de centeio...

Jesus me abana
pois acho que vou desmaiar!!!!

Beatriz disse...

Estou adorando esta sua fase de LEITURA. Vou indicar dois outros para os meses de Fevereiro e Março: Um toque na estrela e Arroz de Palma. São sensacionais e acho que vc vai adorar. Beijos

Claudia Pompeu disse...

oba oba!
adoro indicaçoes!
estou achando o máximo ter uma fila de espera!!!! rs
obrigada minha querida!
bjos
claudinha