domingo, 6 de dezembro de 2009

guardião de memórias...



a sensação que eu tenho é que estou nascendo de novo!
descobrindo um mundo cheio de novidades, brilho, cor e vida...

muitos blogs bacanas
pessoas e histórias reais num mundo virtual
onde qualquer um pode ser visto
ou não...


e nessas pesquisas recentes
estou tentando dar uma repaginada no Rosinha
meu blog tão querido
que é o meu espelho
já nasceu refletindo o meu eu
contando as minhas abobrinhas
mostrando minhas fotos, minhas dores, meus amores, minhas alegrias, tristezas
e principalmente o meu jeito de viver a vida...


quando sento aqui
solto a minha imaginação
consigo rir e chorar sozinha
me divirto e as vezes me envergonho
mas com muito orgulho
vou descobrindo mais um dom que Deus me deu


meu Rosinha é chique
nasceu do outro lado do oceano Atlântico
na Europa
mais especificamente em Budapest na Hungria


nele eu comecei a contar o dia-a-dia e as aventuras
de um casal "doidim" que levou os filhos e o cunhado
para viver durante quase um ano fora do país
longe dos amigos e da família
numa terra onde a língua é o húngaro
onde as estações do ano são muito bem definidas

a primavera cheia de flores e muito verde
o "complexo" da Heroes Square é o lugar que escolho para representar esta estação
onde pela primeira vez eu chorei de emoção
e agradeci a Deus por ter a oportunidade de ver um lugar tão lindo e cheio de histórias...


o verão de intenso calor
tao festejado e aproveitado tanto pelos nativos quanto pelos "forasteiros" como nós
o Thermas da Ilha é meu eleito desta estação

o outono lindo! cheio de tons, completamente fotogênico!
para esta estação eu voto no alto na montanha da Citadella
onde conseguimos ver toda a cidade e suas cores


o inverno é cruel e gelado!
aqui eu fico com o "bairro" Nomafá
que nos foi apresentado pela Andi
que é frequentado pelos nativos
e os turistas nem sonham


o Rosinha ficou iluminado e feliz durante vários meses
foi visitado por muitos amigos
que acompanharam quase que simultaneamente as nossas aventuras


cada foto que tirei tem uma história
para mim elas tem vida
viraram gente
sacramentos que estão tatuados na minha alma...


labirinto - Castelo de Bhuda - Budapest

oceanário - Budapest

zoológico - Budapest

olha que básico
um urso polar fazendo pose pra mim!

muitos textos
infinitas fotos que contavam e registraram
cada pedacinho
daquela linda e iluminada cidade chamada
BUDAPEST


minha família não viveu ilegalmente naquele paraíso
fomos os únicos do grupo
que conseguimos visto de trabalho e moradia
éramos cinco legalmente soltos naquele paraíso encantado...


nunca me sentia só
mesmo estando longe de casa
pois ele me ajudou a aproximar de pessoas
que feliz ou infelizmente nem sei mais por onde andam...


um ano muito feliz e recheados de novidades
incluindo o dia que conheci a neve ao vivo e a cores
os meus primeiros minutos com a branquinha gelada
na montanha Zakopane na Polônia


nossas viagens para Veneza na Itália

Tatabánya - Hungria

Viena, na Áustria

Szentendre - Hungria

shopping em Timisoara - Romênia

Zakopane - Polônia

Arad - Romênia

Visegrad na Hungria

Siófok, Lago Balatoon - Hungria

Bratislava - Eslováquia

nossas viagens foram contadas em detalhes cheios de emoção, ilusão, diversão, apertos, alegrias, sonhos, promessas, fantasias...


o Rosinha sempre presente, companheiro, meu confidente, meu amigo inseparável

quando voltamos do paraíso
eu caí no mundo real
que tombo
perdi o sentido de tudo
inclusive da vida...

sem perceber
inocente
ingênua
acho que ainda fiquei anestesia durante um bom tempo
e por isso nem percebi a chegada do cão negro na minha vida

essa "FDP" entrou e tomou conta de tudo!
meus pensamentos, minha vida, meus amigos, minhas palavras, meus sentimentos
quanta tortura e dor
quanto sofrimento
um verdadeiro horror...

o cão negro cresceu e quando percebi ele estava enorme
se apossou do meu mundo
só deixou medo e dor...


minha vida virou um caos!
o paraíso de cores
ficou negro


as máscaras caíram...
os amigos se foram
as flores secaram
e o cão negro se instalou confortavelmente onde ele quis

passei a viver na escuridão
sem fé
sem esperança
sem luz no final do túnel...


o cão negro embora grande
é transparente
e para maioria das pessoas ele não existe
é só imaginação, invenção
piti, chilique, falta do que fazer...

e eu virei isso
dominada pelo cão negro
domada por essa maldita que quase me levou a morte...

mas no meio do nada
uma luzinha se acendeu
uma mão amiga aqui e outra ali
que me seguraram com firmeza e determinação
e a passos lentos fui me reerguendo
voltando a acreditar em Deus e nas pessoas


e para minha maior tristeza
num dos meus surtos
no impulso desesperado
tentando acabar com a dor
deletei todos mais de 100 posts que escrevi em Budapest
um segundo impensado
como num passe de mágica
o Rosinha mudou de cor
suas páginas ficaram Brancas
sem história
sem vida...


meu Rosinha teve uma morte súbita
num simples click tudo se apagou
morreu
entristeceu...

o arrependimento chegou me derrubando
as lágrimas e a tristeza tomaram conta de mim
mas de nada adiantou
pois nem a equipe da Google conseguiu ressuscitá-lo...

depois do luto
mais uma vez respirei fundo e voltei a caminhar
só que agora o Rosinha virou a minha terapia
meu remédio diário no combate ao meu cao negro...

no recomeço os textos eram densos, pesados, cheio de mágoa e rancor
com o passar do tempo
o humor foi aparecendo
as fotos aos poucos retornaram
e hoje quase depois de um ano
ele está vivo e Rosa novamente


e o que eu quero contando isso?
é gritar e falar pra todo mundo
que o cao negro é forte e dá medo
mas nao é invencível
e eu continuo VIVA!


e o Rosinha
meu fiel "GUARDIAO DE MEMÓRIAS" também...


...

2 comentários:

Ana Lúcia disse...

Só passei para mandar um grande e preguiçoso beijo de segunda feira.

claudia disse...

obrigada minha querida
ótimo feriado pra vcs!
bjocas
claudinha